21 de julho de 2017

IMPÁVIDO E ESQUÁLIDO, TEMER RESISTE

O povo teme que Temer não conserte a esculhambação
que herdou dos governos das quadilhas de Lula e Dilma
Um ano atrás a Suíça realizou um plebiscito inusitado. Foi perguntado aos cidadãos se eles gostariam de ganhar um salário de 9 mil reais do governo sem ter que fazer nada, apenas por existir. Por incrível que pareça, 78% dos suíços rejeitaram a proposta. Já nas eleições francesas, enquanto os velhos políticos saíam pelas tangentes, se esquivando dos temas polêmicos, Emmanuel Macron escancarou a verdade e defendeu aumentar a idade mínima para a aposentadoria, demitir 120 mil funcionários públicos e a volta do serviço militar obrigatório. Ganhou de lavada. Não há nada de errado com o juízo dos europeus, muito pelo contrário. Eles apenas evoluíram politicamente o suficiente para saberem que não há como fazer um omelete sem quebrar os ovos. As reformas evitadas por FHC, Lula e Dilma, encontraram em Temer, seu maior protagonista. E isto tem feito sindicalistas insatisfeitos com a queda do imposto sindical, bagunçarem e badernarem com apoio da UNE, MST e seus correlatos, que se calaram, quando Lula e Dilma, comandaram governos impregnados de quadrilhas de bandidos do colarinho branco. Mas Temer não teme a oposição e resiste na presidência da república, mesmo amargando índices extraordinários de impopularidade. Até quando isto permanecerá acontecendo, ficaremos sabendo na próxima semana, no próximo mês, ou no próximo ano!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.