6 de junho de 2017

O ENGODO DOS ÍNDICES DE TEMER

Temer foi "amigo da onça" da Dilma e hoje é dos brasileiros
A sociedade precisa aguçar sua capacidade de discernimento para não se deixar enganar por este pretenso e falso otimismo do Governo Federal com o crescimento do PIB de 1% no primeiro trimestre do ano. A rigor, segundo os economistas mais sensatos e respeitados, não há nada ainda que justifique este otimismo ou comemorações. Segundo eles, esse crescimento deve-se principalmente à excelente safra de grãos, favorecida pelas condições climáticas nos estados do Centro-Oeste, mais do que por qualquer política do Governo. Sendo assim, de acordo com esses mesmos economistas, o crescimento do próximo trimestre poderá ser novamente negativo. Assim como a inflação baixou não pela confiança de empresários e da sociedade na política econômica do Governo, mas pela queda do consumo e, sobretudo, pelo alto índice de desemprego que não para de crescer mês após mês. Não se trata de apostar no “quanto pior, melhor”, como fazem os petistas e comunistas. Trata-se da realidade dura e cruel que o Governo Temer impôs ao país e não é sem razão que o presidente amarga uma reprovação de mais de 80% e, com este pequeno fôlego de crescimento do PIB, acha que vai se redimir ou se safar das graves denúncias de corrupção que pesam contra ele e os que o cercam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.