24 de junho de 2017

MINISTRO É ACUSADO DE AGREDIR A ESPOSA


Não há injustiça maior, que a praticada por um juiz
Elida Souza Matos, esposa do Ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Admar Gonzaga Neto, registrou uma denúncia de violência doméstica contra o marido na madrugada de sexta-feira/23. A ocorrência aconteceu na 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) em Brasília. O jornal Metrópole apurou que a Polícia Militar foi acionada e a levou à delegacia. Aos oficiais, Elida teria dito que a agressão lhe causou um ferimento no olho e aconteceu após uma discussão em casa, no Setor de Mansões Dom Bosco, no Lago Sul. Segundo ela, o marido, com quem convive há dez anos, chegou a dizer “você não serve nem pra pano de chão”. A mulher ainda acusou o magistrado de ter lhe jogado enxaguante bucal. À publicação, testemunhas afirmaram que Gonzaga seria uma “pessoa controladora” e usaria “seu status de ministro para subjugar a vítima, que é dona de casa”. A CLAUDIA, o delegado adjunto do 1o DP, João Ataliba de Nogueira Neto, confirmou o registro da ocorrência, mas explicou que a denúncia corre em sigilo de Justiça por se enquadrar na Lei Maria da Penha e envolver um personagem com foro privilegiado. O caso segue agora para o Supremo Tribunal Federal. Procurada, a assessoria do gabinete do ministro Admar Gonzaga afirmou que ele não irá se pronunciar. O magistrado assumiu a vaga deixada pelo ministro Henrique Neves no TSE em nomeação assinada no dia 31 de março deste ano. Ele é membro do Instituto Brasileiro de Direito Eleitoral, professor, palestrante e autor de livros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.