2 de junho de 2017

LULA PEDE FIM DA 'PALHAÇADA' DAS ACUSAÇÕES CONTRA ELE

Lula ainda "canta de galo", porque o Brasil não é um país sério
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que já provou sua inocência e pediu o fim da "palhaçada" das acusações contra ele. A declaração foi dada nesta quinta-feira (1º), ao discursar na abertura do 6º Congresso Nacional do PT, em Brasília. O ex-presidente pediu que os correligionários não se preocupem com seu "problema pessoal" e sugeriu que o Ministério Público prove sua culpa. "Eu e Dilma temos até conta no exterior. Eu nem sabia que ela tinha e ela não sabe que eu tenho. Um canalha diz que fez uma conta pra mim e uma para a Dilma, mas que está no nome dele. E ele mexe com a grana. Então, é o seguinte: chegou o momento de parar com a palhaçada neste país. Este país não comporta mais viver nessa situação de achincalhamento, e o Partido dos Trabalhadores tem de dar uma resposta clara para a sociedade", declarou. De acordo com o G1, Lula disse que 2018 está "logo aí" e só depende da esquerda se preparar para voltar a governar o país. "O que a gente tem que avaliar não é o que deixou de fazer, porque a gente deixou de fazer muita coisa, mas nunca ninguém fez tanto como nós", reforçou. Lula ainda aproveitou a ocasião para criticar o atual presidente Michel Temer, dizendo não ser possível imaginar que o Brasil conseguirá resolver os problemas com alguém "ilegítimo" no poder. O congresso do PT seguirá até este sábado (3) e deverá eleger o novo presidente nacional da legenda. Até esta quinta, havia três candidatos: os senadores Gleisi Hoffmann (PR) e Lindbergh Farias (RJ) e José de Oliveira, ligado ao movimento negro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.