1 de junho de 2017

ALIADO DE TEMER, ACM NETO PODE SER BENEFICIADO COM QUEDA DO PRESIDENTE


Rodrigo Maia é cotado para substituir Temer
O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), não esconde a existência de uma aliança e proximidade maior entre a gestão dele e o atual ocupante do Palácio do Planalto, Michel Temer (PDMB). Principalmente numa comparação com a antecessora do peemedebista, a ex-presidente, vítima de impeachment, Dilma Rousseff. Porém, apesar das relações político-ideológicas aproximadas, ACM Neto poderia ser beneficiado com a queda de Temer. A lógica tem sido tratada nos bastidores e rodou as conversas da bancada federal com o governador Rui Costa, na última sexta-feira (26). Caso Temer venha a cair, seja por renúncia, cassação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou impeachment, o primeiro na linha sucessória é um aliado de longa data do prefeito de Salvador, companheiro desde a época do antigo PFL, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Presidente da Câmara dos Deputados, Maia é considerado, nos orbes do Congresso Nacional, um dos favoritos a suceder Temer no caso de eleição indireta – quando deputados e senadores escolhem o presidente tampão. Seria a ascensão do DEM ao Palácio do Planalto após anos à sombra do PSDB na época de Fernando Henrique Cardoso e alguns anos na oposição aos governos petistas. Até mesmo se Maia não for o escolhido numa eventual eleição indireta, outro cotado, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) seria eleito com a aliança entre o tucanato e o DEM, um cenário também positivo para ACM Neto. Apesar da PEC das eleições diretas ter sido aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, a medida precisaria de uma boa vontade maior do que a disponível no Congresso Nacional. Com o caminho das eleições indiretas mais palpável, ACM Neto teria campo aberto para se projetar ao governo da Bahia em 2018. Foi o alerta dado a Rui. Por Fernando Duarte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.