14 de maio de 2017

NÃO É NADA FÁCIL SER MÃE NOS TEMPOS ATUAIS

Filhos tem em suas mães, guerreiras que os
defendem, bravamente, com unhas e dentes

Hoje é o Dia das Mães. O momento histórico no qual vivemos como um chamamento a uma reflexão sobre a importância da mulher – mãe na organização da sociedade. Mãe assemelha-se a uma arvore frondosa que dá o fruto saboroso e continua sua sombra refrescante. Assim, a mãe abriga aquele embrião, entrega ao mundo o fruto do seu ventre, alimenta, educa, abençoa a sua alma e acompanha com seu espírito abnegado o ser que ela gerou. Sempre guardamos de nossa mãe a imagem maravilhosa de sua companhia durante a nossa infância. E a presença de uma mãe é insubstituível, principalmente até os 7 anos, quando a criança fixa para sempre as cenas vividas. Daí eu sempre acreditar que mesmo os casais separados, os filhos têm que ter a certeza de que são amados para que cresçam felizes, seguros de si. O importante em nossa vida não é realizar grandes obras, mas realizar pessoas. E esse é o notável trabalho dos pais, pela educação e pelo amor. Mães do ano 2017: levantam cedo, acordam os filhos, preparam o café da manhã, arrumam as crianças, enfrentam um trânsito terrível, deixam as crianças na escola e vão para o trabalho para ajudar na manutenção do lar. Mais tarde o retorno com as mesmas dificuldades do corre-corre e com a mesma alegria no coração. A relação mãe-filho durante o primeiro ano de vida é impressionante, é fundamental, e abre caminho para qualquer outro tipo de desenvolvimento. A criança precisa de muito carinho, de muito aconchego, de muito abraço de sua mãe para poder relacionar-se com o mundo que a cerca. Daí ser uma pena quando a criança com 3 ou 4 meses, por impossibilidade da mãe que trabalha, ter que ficar numa creche, longe da voz, do olhar, do apreço com que lhe devota sua mãe. Agora que me foi dado vencer grande parte da caminhada da vida, sinto a imensa importância que foi minha inesquecível mãe em minha vida. Que as mamães da minha terra sejam sempre felizes e na velhice reconhecidas pelos seus filhos, pelo imenso amor, pelas horas de doação total que tiveram com eles. Que as encantadoras mamães itabunenses, tenham uma vida longa cercada do amor dos seus filhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.