14 de maio de 2017

ITABUNENSE CONQUISTA TÍTULO NACIONAL DE PESQUISA CIENTÍFICA

O pesquisador Ricardo Kalid (um dos 10 premiados no país)
recebeu cobiçado Título Emérito, que muito dignifica Itabuna
O professor Ricardo de Araújo Kalid, natural de Itabuna, recebeu no dia 9 de maio, o título de Pesquisador Emérito do CNPq 2017. Esse título é uma das maiores honrarias que um pesquisador brasileiro pode receber e apenas 10 pesquisadores recebem essa honraria a cada ano, sendo que foi o único do Norte e Nordeste contemplado nesse ano. "A escolha foi feita pelo Conselho Deliberativo do CNPq em reconhecimento à contribuição do professor Kalid para a área das Engenharias e à sua carreira acadêmica e profissional. A solenidade, realizada na Escola Naval, teve a presença do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, do presidente do CNPq, Mario Neto Borges, entre outras autoridades. O Título de Pesquisador Emérito foi instituído em 2005 e é concedido anualmente ao pesquisador brasileiro ou estrangeiro, radicado no Brasil há pelo menos 10 anos, pelo conjunto de sua obra científico-tecnológica e por seu prestígio junto à comunidade científica. Além do diploma de Pesquisador Emérito do CNPq, o cientista agraciado recebe o direito a passagens e até seis diárias para participação em congresso científico no país ou no exterior, de sua escolha, que poderão ser utilizadas até 2018. O pesquisador premiado também pode solicitar que o valor equivalente às diárias e passagens seja utilizado para custear despesas com pesquisador visitante, aquisição de insumos ou em atividade relacionada com a pesquisa científica e tecnológica.​ PROFESSOR KALID - Ricardo de Araújo Kalid: Nascido em Itabuna-BA, em 4 de setembro de 1964. Possui graduação (1988) e mestrado (1991) em Engenharia Química pela Escola Politécnica da UFBA e doutorado (1999) em Engenharia Química pela Universidade de São Paulo. Atualmente é Coordenador da Rede de Tecnologia Limpa (Teclim-UFSB). Até março de 2017 publicou 43 artigos em periódicos, 9 capítulos de livros, 192 trabalhos em seminários ou congressos técnicos, 2 patentes, 5 softwares registrados; orientou ou orienta 38 dissertações de mestrado, 23 teses de doutorado, 46 especializações, 19 trabalhos de conclusão curso de graduação e 173 iniciações científicas/tecnológicas. Também tem atuação em atividades de extensão totalizando, até o momento, 180 atividades, entre cursos (161) e eventos que coordenou (19). Tem experiência na área de Engenharia Química e Industrial, com ênfase em processos industriais, atuando principalmente nos seguintes temas: estimativa da incerteza de medição, modelagem, controle, simulação e otimização técnico-­econômica-­ambiental de processos. Coordenou ou coordena, e atua ou atuou como pesquisador, em vários projetos cooperativos de pesquisa com empresas, entre elas: RLAM-Petrobras, Fafen-Petrobras, BRASKEM, MONSANTO, DETEN QUÍMICA, CARAÍBA METAIS, POLITENO, LYONDELL, Usina de Biodiesel de Candeias, Automind e Biofábrica. Coautor do livro PRATA DA CASA: CONSTRUINDO PRODUÇÃO LIMPA NA BAHIA. Coordenou vários cursos de especialização (CECAPI, CICOP 1 ao 8) e de extensão. Recebeu Prêmio Inventor UFBA 2009 e IFBA 2011. Professor homenageado das turmas do curso de especialização CEASI; Engenharia Química da UFBA 1999.2; Patrono da turma de Engenharia Química da UFBA 2007.2. Coordenou e foi professor-pesquisador dos projetos Biodiesel-Água (um projeto cooperativo entre UFBA e PBIO-PETROBRAS), do projeto Simulador para o Pré-sal (coordena a equipe de simulação de processos), Projeto UFBA na Copa (coordenador), Projeto Tecnologias e métodos para gerenciamento da operação e manutenção de arenas multiuso (coordenador) e Projeto Análise das causas determinantes da geração de resíduos e perdas de bolsas de sangue e outros produtos na cadeia de sangue e Hemocomponentes. Já exerceu os cargos de Coordenador de Colegiado de Graduação, Coordenador de Colegiado de Pós-graduação, Chefe de Departamento de Engenharia Química da UFBA; Decano do Centro de Formação em Tecno-Ciências e Inovação da UFSB e Pró­-Reitor de Gestão Acadêmica da UFSB. Atualmente é Professor Associado IV da UFSB. Professor do Programa de Pós-graduação em Ciências e Tecnologias Ambientais da UFSB; Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Industrial da UFBA e do Profnit-UESC. Membro do Conselho Curador da Fapesb. Foi bolsista de Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora do CNPq com o projeto Desenvolvimento de um Sistema para Avaliação da Incerteza em Aplicações Industriais ou Laboratorial. Pesquisador Emérito do CNPq, 2017. Contato: ricardo.kalid@gmail.com ou kalid@ufbs.edu.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.