26 de maio de 2017

DESCOBERTO EXTRATERRESTRE EM ITABUNA

Flagramos imagem do ET, que tem causado muitos
transtornos e apreensão no município de Itabuna
É bem verdade que, hoje, a lista de medos que afligem a sociedade itabunense é muito mais imediata que a possibili­dade de alienígenas virem aqui nos destruir. Mas muita gente, inclusive pessoas carentes, que eram usuárias do Restaurante Popular do Bairro de Fátima, vem alertando para essa possibilidade, inclusive com informações que gestantes garantem terem sido vítimas da destruição inexplicável do Programa Ei Mamãe e desempregados também estão desesperados, pois alegam que um extraterrestre acabou com o SineBahia. Será que esses temores procedem? O fato é que os medos relativos a ETs refletem medos antigos, antes atribuídos a demônios alados e outros espíritos maléficos vindos dos céus. Infelizmente, se houve visitas de extraterrestres à Itabuna, não temos evidência oficial, aceita pela comunidade científica como incontroversa. Por exemplo, alguma liga metálica que não exista aqui, ou algum tipo de circuito tão avançado que demonstre uma engenharia muito diferente da nossa. Fotos e depoimentos pessoais não funcionam como provas. Não é de surpreender que não recebamos visitas frequentes de vida inteligente. Tampouco é claro que existam outras inteligências nesta galáxia, se bem que a ciência não pode eliminar essa possibilidade. Afinal, a ausência de evidência não é evidência de ausência. Sem dúvida. Mas, dado o que sa­bemos, parece que temos outros medos bem mais imediatos para nos preocupar. Mas o fato é que algo não identificado vem causando muitos estragos na cidade. Se é Extraterrestre, ou não, não importa. Para a maioria do povo de Itabuna, o que há na cidade é um ser destruidor. Tanto que ele atacou e destruiu em tempo, assustadoramente recorde, o Restaurante Popular, o SineBahia e o Programa Ei Mamãe. Na semana passada ele foi visto no bairro da Califórnia e na Fazenda Progresso, onde destruiu duas escolas. O poder de destruição da "coisa", é tão devastador, que as autoridades estão mobilizadas para livrar a cidade do dito cujo. Até uma reunião que aconteceria na semana passada, em Salvador, para avaliar a situação de Itabuna, teve que ser adiada em decorrência das intervenções de alienígenas aliados do ET de Itabuna, que já foi identificado como Egiptycuma. A suspeita é que o ET esteja articulando se fortalecer com um tal de Dragonruimcosta, que é outro ET algoz do povo itabunense. Informações de pelegos do paço municipal, dão conta que até a prole de Egiptycuma está agindo para causar uma epidemia de egiptycumismo na Bahia. Sua larva mais esparafatosa foi identificada como "Sér Giu", que possui grande poder de disseminar uma praga chamada de "cabides de pelegos" por onde passa. O grupo de Mangabeira e o comando Castro já estão se armando contra outros ataques do Egiptycuma e anunciam que logo deverão detonar uma bomba denominada de  "Xicureis", que deverá detonar o reduto do ET e o manter sob seu controle. E assim Itabuna acabará se livrando do extraordinário pode de destruiçao do seu extraterrestre Egipycuma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.