4 de maio de 2017

CUMA CANTOU E O POVO É QUEM DANÇA

Cuma reúne-se com seus principais assessores e exige que todos
se empenhem na tarefa de arrochar, arrochar... pro povo "dançar"
O prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, anunciou a realização da festa de São Pedro e logo após determinou redução de gratificações para professores, em percentuais acima da metade. Ele pretende gastar com forró, a grana que serviria para assegurar melhor qualidade nos serviços de saúde e educação, no mesmo tempo em que declara ter herdado "milhões de reais em dívidas" da administração que o antecedeu. Isto significa que suas prioridades de esbanjar o dinheiro público, tem "dois pesos e duas medidas": as prioridades de investimentos estão subordinadas aos seus interesses pessoais e não comunitários. Esta suspeita decorre da sua determinação de promover a festa junina, na mesma data em que acontece seu aniversário. Assim é o erário que bancará sua festa particular. Essas contradições estão se tornando sistemáticas nestes seus primeiros quatro meses de gestão. Fernando não tem governado com um organograma mínimo de planejamento. Parece que a gestão flui ao sabor das circunstâncias, bravatas e promessas, que se sucedem sem que nenhuma tenha saído do papel e das falácias do prefeito. Recentemente ele desistiu de impor a inclusão dos devedores de permanecer chutando seus próprios testículos! Mas o fato é que "foram chamar ele" e enquanto ele "canta", quem "dança" é a população. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.