10 de abril de 2017

O GOVERNADOR E A HIPOCRISIA DA RONDA MARIA DA PENHA

Só o governador e o prefeito creem que
uma viatura evitará crimes contra mulher
No dia 29 do mês passado, o município de Itabuna recebeu a quarta reunião da Caravana do Pacto pela Vida no interior do estado. O governador Rui Costa, atendendo indicação do deputado estadual, Augusto Castro (PSDB), se reuniu com representantes de órgãos e entidades da segurança pública estaduais, além de autoridades dos poderes Judiciário e Legislativo; e anunciou a instalação no prazo de 30 dias da Ronda Maria da Penha, para cuidar dos casos de violência doméstica em Itabuna. E a ideia a curto prazo, se restringia à disponibilização de uma viatura policial, que percorreria as ruas da cidade, com objetivo de monitorar e flagrar possíveis ocorrências de violência contra mulheres. É óbvio que esta idéia estapafúrdia, não convencerá ninguém em sua praticidade, pois as agressões e feminicídios nos lares, não acontecem com data, horário e local predeterminados. E ainda que policiais da Ronda Maria da Penha consigam flagrar uma ocorrência, ele não pode invadir uma casa, sem autorização prévia da justiça. A viatura só terá utilidade, se for restrita a agilizar entrega de intimações a acusados, ou suas conduções coercitivas. Também pode servir para transportar pobres vítimas de suas residências até a DEAM, na data determinada para a primeira audiência, que invariavelmente só acontece, pasmem, seis meses depois de registrada a queixa policial!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.