4 de abril de 2017

FERNANDO GOMES PARECE NÃO QUERER SAIR DO PALANQUE

Cuma ainda pensa que está em campanha
O governo de Fernando Gomes está em crise; sua atuação está em desacordo com o que dele esperam os cidadãos, necessitando de uma inovação que nos empurre para um patamar elevado de satisfação. Não são poucos seus segmentos que agem como se condomínios fossem, visando, exclusivamente, interesses pessoais e de grupos políticos, uma realidade a ser encarada e redirecionada pelo alcaide, cujas falas focam badaladas propagações de ações e obras que estão por vir. Enquanto o governo fecha Restaurante Popular, SineBahia e Programa Ei Mamãe, Fernando anuncia pontes, indústrias, passarela, Centro de Convenções, teatro, Aeroporto e mais dezenas de feitos e refeitos, que nem no papel ainda estão. São promessas que só existem na cabeça do prefeito. E nem só de promessas vive uma comunidade. Em assim não procedendo, estamos à mercê de uma implosão de insatisfações que, na realidade já acontece, sob amparo de perspectivas do que poderá, ou não existir. Fernando Gomes necessita agir e sair da conversa pra boi dormir. Suas promessas e bravatas são características de quem ainda teima em discursar em palanques e as eleições acabaram e o conduziram à condição de comandar ações e não falações. Já no quarto mês de gestão, o prefeito precisa protocolar projetos nos governos do Estado e União. Fora deste contexto, é tudo apenas show midiático e pirotécnico, que não se sustenta por muito tempo e resulta em decepções generalizadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.