12 de março de 2017

PRESOS, MAS NÃO PRIVADOS DE REGALIAS

A polícia sempre encontra celulares ilegais nos presídios
Assim como em todas as vezes que ocorrem revistas em presídios no Brasil, novamente uma fiscalização realizada numa terça-feira de março (7), em 12 celas do Anexo 2 da Unidade Prisional de Itabuna, resultou na apreensão de 24 celulares, 13 chips, 10 gramas de maconha, 2 carregadores, além de fones de ouvido, seis baterias e um cabo USB para celular. A ação envolveu agentes penitenciários e polícias militares, além de homens de Operações da Cipe Cacaueira. Todo o material apreendido foi apresentado no Complexo Policial de Itabuna. Como é de conhecimento de todos, muitos presidiários fazem o que bem entendem dentro de algumas cadeias da Bahia e de vários Estados do Brasil. Além do consumo de drogas no cárcere, a preocupação é cada vez maior pelo fato de os detentos permanecerem com a comunicação facilitada, via telefone, com bandidos que estão nas ruas, o que possibilita que ordens para ações criminosas saiam de dentro de penitenciárias. Em virtude disso, o certo seria que os órgãos de segurança pública do Estado realizassem essas revistas constantemente, pelo menos duas vezes por semana. Os detentos já têm regalias demais e, mesmo assim, ainda fazem o possível para burlar as normas e continuarem envolvidos em crimes mesmo estando na cadeia. As forças policiais precisam agir de forma enérgica e acabar com essa algazarra!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.