12 de março de 2017

ITABUNA ESTÁ EM ESTADO DE LETARGIA

Itabuna está como carta fora do baralho no mapa dos governos
Itabuna está doente, quase agonizando. É só fazer-se uma análise dos acontecimentos que estão dando causa às diversas ocorrências policiais na cidade. Itabuna está intranquila no comportamento deteriorado do jovem que não vê um bom exemplo nem na família que enfraqueceu, nem no político, nem na justiça que relaxa o marginal que a polícia prende; a cidade está agonizando com o avanço da droga que estupra, assalta, mata, domina para garantir sua existência e expansão porque o Estado enfraqueceu e tornou-se incapaz de garantir emprego para os pais e Educação para os filhos. Porque homens que deveriam garantir a felicidade do país são os primeiros a se aliarem aos imundos solapadores da tranquilidade da família. Felicidade deve ser compreendida como o bem-estar e o equilíbrio da vida de um povo em todos os aspectos. Itabuna está doente porque carente de políticos cujo comportamento é incapaz de transmitir confiança ao eleitor. Com raríssimas exceções, a maioria na mais absoluta apatia com a causa pública! Não temos boas opções porque são quase sempre os mesmos que se candidatam garantidos por seus currais eleitorais e sustentados por nossos impostos, que, aliás, são cada vez mais numerosos. E são sempre os mesmos personagens que continuam inertes, inúteis e parasitas. Que, descaradamente, continuam a legislar e executar em causa própria e a inventar meios para entrar mais dinheiro em seus bolsos e nos bolsos dos seus parentes e aderentes. Pessoas honestas que pretendem se candidatar a um cargo eletivo logo sentem a fragilidade do terreno em que pisam e retiram-se desistindo da pretensa candidatura. Por que? Porque as propostas de apoio ou porque eleitores interessados em trocar o voto desviam-se do ideal de honestidade. A pergunta de praxe: o que você vai me dar se eu votar em você? Ou, simplesmente: “Vamos conversar”. Desde quando para você confiar seu voto honesto a alguém você precisa ter uma conversa de orelha com o candidato? Eleitor desonesto elege político desonesto e o resultado é o o que pior pode existir no governo e insegurança pública, que faz o cidadão honesto se prender dentro de casa com medo de sair às ruas. Estamos perdendo o direito de ir e vir! E as pessoas honestas vão cansando. Pessoas cujas ideias poderiam contribuir para melhorar nossas vidas nem são ouvidas. Existe uma classe de políticos que teme até a sombra das boas ideias porque só suas auréolas devem brilhar. Nossos filhos e netos merecem políticos novos com ideias boas para todos e que impulsionem o desenvolvimento de Itabuna e estanquem a violência que se espalha cada vez mais. Invistam na Educação, senhores! Ou não é este o seu interesse? Ser político virou emprego e não devemos nos conformar com isso. Itabuna precisa de pessoas que produzam e impulsionem a economia e faça a cidade recuperar o tempo perdido com prefeitos ruins como Azevedo e Vane. Sou terrivelmente inconformado com o comportamento de pessoas que decidem quem deve e quem não deve ser feliz aqui, e com pessoas que se valem de um status passageiro para destruir o patrimônio que nos foi legado por nossos pais e desbravadores desta terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.