21 de março de 2017

AS ÁGUAS QUE DESÁGUAM DE RIOS POLUÍDOS


O Rio Cachoeira está moribundo e abandonado pelo Estado
Amanhã, dia 22, estaremos comemorando o Dia Mundial da Água. Esse bem de valor inestimável suscita no momento atual da nossa vida reflexões e inquietações, considerando a sua escassez em algumas regiões do mundo e a grande poluição sofrida pelos rios e pelos mares distribuídos na Terra. Segundo a Organização Mundial de Saúde, no momento, 2 bilhões de pessoas não dispõem de água potável, e 80 % das doenças e 30% das mortes ocorridas no mundo são causadas por águas contaminadas. Nos últimos 50 anos as reservas de água doce no mundo foram reduzidas em cerca de 62 %, chegando a 73% na América do Sul. A ONU calcula que dentro de 25 anos, 2,8 bilhões de pessoas que vivem neste mundo contraditório, habitarão regiões de seca crônica. Nosso querido Brasil possui 12% das reservas de água do planeta. Porém quase 70% dos mananciais se encontram na Amazônia, região que tem 6,9 % da população do País. No Brasil o consumo per capita dobrou nos últimos 20 anos, mas a disponibilidade per capita é 3 vezes menor do que em 1950. Todos os seres vivos necessitam de água para continuarem existindo. A água tem mil utilidades: consumo humano, irrigação, produção de energia elétrica, navegação, pesca, uso industrial, medicinal e lazer. Pero Vaz de Caminha, em sua famosa carta quando do descobrimento do Brasil, disse: “Terra em que se plantando tudo dá, por causa das muitas águas que ela tem”. A água é o fundamento de todas as formas de vida. A água, biologicamente, é imprescindível e insubstituível. Tem um valor social notável, pois é impossível pensar numa sociedade saudável, harmônica e pacífica sem água de qualidade para todos os seus cidadãos. A água com os seus múltiplos usos e valores torna-se atualmente objeto de estudos especializados e debates políticos. Pela primeira vez na história, estamos percebendo a falta de água como um fato resultante de ações humanas, comprometendo o futuro da vida na Terra. Mas a água que quero chamar a sua atenção é aquela que você usa para o bem do seu organismo, para a vida dos seus rins. A água é de uma importância vital para a boa manutenção do nosso organismo. Embora não vivamos na água, as células do nosso corpo o fazem. A água representa mais da metade da massa do nosso corpo e é a nossa necessidade mais importante, depois do oxigênio a água é a responsável por todos os processos bioquímicos realizados dentro do nosso corpo. Assim, meu caro leitor, você precisa ingerir pelo menos um litro e meio de água diariamente para completar aquela que é perdida através do suor, da urina e das fezes. O papel dos rins é duplo: por um lado eles são responsáveis pela regulação da quantidade de água, ácidos e sais do corpo; por outro lado, agem como filtros, facilitando para que o organismo não seja envenenado por substâncias tóxicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.