19 de março de 2016

RUI COSTA DIZ QUE MORO QUER DAR UM GOLPE DE ESTADO NO PAÍS

O governador da Bahia parece boneco de ventilóquo de Wagner
Em discurso ao lado da presidente Dilma Rousseff (PT) e do ex-ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, o governador Rui Costa voltou a defender equilíbrio na resolução dos impasses. Rui sai em defesa da gestão de Dilma e fez duras críticas ao juiz federal Sérgio Moro, à oposição, à elite e até a parte da imprensa. Na ocasião, o governador da Bahia afirmou que “infelizmente, a história do Brasil se repete de uma forma triste, onde parte da elite brasileira, alguns veículos de comunicação, e dessa vez contando com a militância partidária de quem deveria ser o guardião da Constituição, da lei, tentam dar um golpe de estado em nosso país”. Na avaliação de Rui, a oposição, aliada à elite, não se conforma com os avanços que as gestões petistas de Lula e Dilma teriam promovido no país. “Eles não aceitam que o dinheiro dos tributos sejam para dar casa ao pobre, a quem precisa. Eles não aceitam que filho de empregada doméstica, filho de agricultor, filho de operário esteja ocupando uma vaga na universidade federal de cada estado. A cabeça deles é da época escravocrata”, discursou. Sobre a divulgação dos grampos telefônicos de Lula com a presidente Dilma, o governador da Bahia adotou um tom inflamado contra Moro, responsável por ter autorizado o grampo e elogiou a Ordem dos Advogados do Brasil na Bahia pelo posicionamento diante do fato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.