20 de março de 2016

JANOT DIZ QUE “GRAMPO” DE CONVERSA ENTRE LULA E DILMA É LEGAL

A Justiça tem sido implacável contra a corrupção no Brasil
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou hoje que a gravação de conversa telefônica entre Lula e a presidente Dilma Rousseff não afronta as garantias constitucionais da Presidência da República, pois o alvo da interceptação era o petista. Ele explicou que no momento do “grampo” Lula ainda não havia sido empossado como ministro-chefe da Casa Civil e, por esse motivo, o inquérito que apura se ele obteve vantagens indevidas de empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato ainda estava sob jurisdição do juiz federal Sérgio Moro, que autorizou e depois divulgou o conteúdo dos grampos. Nesta sexta-feira, Janot disse que a validade da gravação da conversa entre Dilma e Lula, ocorrida às 13h32 de quarta-feira, está condicionada pelo horário em que a operadora de telefonia responsável pela interceptação teve ciência da notificação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.