9 de agosto de 2018

NOVO EMBATE ENTRE GERALDISTAS E FERNANDISTAS EM ITABUNA

Fortuna de marajá, não fará Sérgio o mandato comprar!

A coligação para candidatos as vagas de deputados estaduais dos partidos aliados ao atual governador Rui Costa (PT), terá o Chapão composto por PT, PSB, PSD, PP, PR, PDT, PRP, PMB, Podemos, Avante e Pros e este fato resultará em nova disputa envolvendo “geraldistas” e “fernandistas” em Itabuna. E essa briga agora não se dará nos moldes anteriores, quando esses dois grupos estiveram em palanques opostos. Ambos compõem o círculo de aliados do petismo no sul da Bahia. A chapa majoritária terá a reeleição de Rui Costa com o João Leão novamente como vice, além de Jaques Wagner (PT) e Angelo Coronel (PSD) na disputa pelas duas vagas ao Senado Federal. A chapa majoritária terá presença sul-baiana com Bebeto Galvão (PSB) como primeiro suplente de Wagner e Davidson Magalhães (PCdoB) na primeira suplência de Coronel. Abaixo, confira como ficaram as coligações das chapas proporcionais governistas. A coligação de deputados federais, a Chapa 2, envolvendo o PDT e PROS, deverá facilitar vitórias de Antonio Mangabeira (Itabuna) e Cosme Araújo (Ilhéus). A convenção que homologou as chapas majoritária e proporcionais governistas, no sábado (4), em Salvador, criou um clima de volta a tradicional disputa envolvendo o ex-prefeito Geraldo Simões e o atual alcaide Fernando Gomes. Mas a tendência é essa “briga” ter consequência de perdas para os dois lados, pois a “linha de corte”, para vitória de deputado estadual nesse Chapão, será de, no mínimo, 45 mil votos e as expectativas é que o petista e os candidatos “fernandistas”, Sérgio Gomes (PR) e Rafael Moreira (Podemos), não terão votos suficientes para atingirem este limite mínimo. Ou seja, Geraldo, Sérgio e Rafael, estão com suas candidaturas fadadas ao fracasso. Todavia, essa situação dará folego para o retorno da rivalidade de quase 3 décadas, que fez Geraldo e Fernando se alternarem no comando da prefeitura de Itabuna. Ambos entraram pobres em seus primeiros mandatos como chefes da prefeitura mais rica do sul da Bahia. E hoje são milionários enquanto a prefeitura de Itabuna está pobre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.