29 de julho de 2018

E LÍDICE AINDA QUERIA CONTINUAR COMO SENADORA!

Rui mandou Lídice para o espaço
em sua pretensão de reeleição!
Nos últimos tempos, o Senado brasileiro tem se desvirtuado de suas principais funções básicas, que são legisla, fiscaliza o exercício do poder e legitima o poder estabelecido. A instituição tem sido vítima de atuações medíocres e antro de interesses pessoais e de vaidade de alguns senadores que se colocam acima das verdadeiras funções daquela casa legislativa. É o caso da senadora Lídice da Mata (PSB). Ex-prefeita de Salvador e já tendo assumido mandatos de deputada estadual e federal, a senadora foi obrigada a abandonar sua pretensão de permanecer no cargo e assim entrou para a História como uma mequetrefe, cuja serventia pública se notabilizou pela inutilidade e que em nada contribuiu para a autonomia do Senado e consolidação das instituições. Lídice foi por dirigentes e setores do Partido dos Trabalhadores, para ceder sua vaga de candidatura na chapa majoritária do governador Rui Costa (PT), para o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Ângelo Coronel (PSD). Triste situação para os baianos, que elegeu para os representar no Senado brasileiro, uma política que nunca passou da condição de subserviente de governantes como Lula e Dilma, que protagonizaram um tenebroso período de corrupção neste país, sem que Lídice se prestasse a exercer seu dever de legislar, fiscalizar o exercício do poder e legitimar o poder estabelecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.