17 de janeiro de 2018

MUITOS QUE ESBRVEJAM “FORA TEMER”, GRITAM BARRABÁS, BARRABÁS...!


O histórico do governador é de "lavar as mãos" para Itabuna!
O otimismo é o primeiro passo para superar um momento difícil. No entanto, ligar o botão do “tá tudo legal” não implica em cega ignorância quanto aos desafios que impõe o processo de recuperação. Toda realidade tem dois lados, dois polos. Um positivo e outro negativo. Desde o final do ano passado, falamos em superação da crise política e econômica que o Brasil ficou imerso nos últimos anos, em que Lula e Dilma quase levaram o país a bancarrota. Indicadores demonstram um cenário muito melhor do que o de anos anteriores. São ótimas notícias. As melhores possíveis, e que dão ânimo para termos um 2018 pautado em retomar um Brasil melhor, maior, gigante pela própria natureza. Só que, antes de cogitarmos um ‘fim épico’ para a crise, antes de acreditarmos estar colocando o último prego no caixão dela, ainda precisamos lidar com alguma de suas consequências mais cruéis. A falta de oportunidades e renda condenou milhões de brasileiros à miséria, inúmeras famílias foram despedaçadas por filhos(as) que ingressaram no mundo do trágico, o crime se fortaleceu até atingir o patamar de organizado, e as instituições perderam força diante dele. E estes fatos revelam, que ainda falta muito chão a se percorrer, na busca de se recuperar o tempo perdido com o populismo barato, que acabou ficando muito caro para todos os brasileiros. Tememos Temer e muito mais, a muitos que continuam gritando “Fora Temer”... “Barrabás, Barrabás...”!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.