22 de janeiro de 2018

CLÁUDIA LEITTE: HOUVE MÁ FÉ NO USO DO MEU NOME

Cláudio Leitte diz que houve má fé de Cuma, ao
anunciar seu nome no carnaval, sem a contratar!
Os produtores da cantora Cláudia Leitte desmascarou o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (Cuma), afirmando que "Nunca foi firmado um contrato entre a Prefeitura de Itabuna com a cantora, para que ela cantasse no carnaval antecipado da cidade e que está indignada com o uso do seu nome, com absoluta má fé e que isto desapontou os seus fãs". A fraude da prefeitura de Itabuna irritou quem investiu na festa por causa dela como atração. Ninguém da prefeitura foi à imprensa explicar o caso. A prefeitura de Itabuna vinha anunciando, exaustivamente, que a cantora Cláudia Leitte seria a atração do último dia do carnaval antecipado, domingo (21). Na quarta. alegou que estava tendo problemas com a agenda da artista. Na quinta, a alegação é que "ainda não tinha sido informado da desistência da cantora", e que a produção dela estava "exigindo o possível e o impossível", até "um jatinho à disposição". O tempo todo o prefeito falou como se houvesse um contrato e Cláudia Leitte tivesse desistido. A farsa começou a fazer água quando a imprensa descobriu, no site dela, que a cantora estaria no Rio de Janeiro, gravando o The Voice, justamente no dia 21. E até este momento, o prefeito não teve a humildade e decência, de se desculpar de tamanho despautério e desrespeito a artista e em especial, ao povo que acreditou em seu anúncio, de que Cláudia Leitte cantaria no carnaval de Itabuna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.