28 de julho de 2017

O LEÃO DESENGONÇADO QUE GRASNA SEM GRAÇA

O Leão fede menos no sanitário
Ouvir o costumeiro e estrambótico discurso enfadonho do vice-governador da Bahia, João Leão (PP), é uma judiação que não desejo ao meu pior inimigo. Quem o ouviu discursar no cerimonial de entrega de título de cidadania, promovido pela Câmara Municipal de Itabuna, na noite da quarta-feira/26, na AABB, sabe o quanto são angustiantes, extenuantes e desgostantes suas gafes, gabolices e idiotices. O despautério do dito cujo, foi tão extravagante, que até sua deferência a primeira dama de Itabuna, serviu de chacotas e perplexidade do público presente. Em determinado momento da sua prolongada "encheção de saco", ele referiu-se a Sandra Neilma, esposa do prefeito Cuma, de Sandra Neilha e quando o chamaram a atenção para a gafe, “a emenda saiu pior do que o soneto” e ele a chamou de Sandra Neilta. Sandra Neilma esboçou um semblante de desfaçatez, mas não conseguiu esconder o constrangimento. Pior foi quando o Leão parabenizou a itabunense promotora do evento, como Câmara de Ilhéus e errou os nomes de quase todas as pessoas que ele cumprimentou. E a verborreia se estendeu por demasiado tempo de contra-tempos com conteúdo prolixo, incompreensível e embusteiro. Em resumo, o Leão seria menos repulsivo, se não tivesse protagonizado o cômico papel circense de um tagarela, que brada, bravata, estressa e não diz bulhufas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.