27 de julho de 2017

O "BICHO ESTÁ PEGANDO" NA HORDA DO PDT DE ITABUNA

O vereador Guinho está na corda bamba no PDT
A "jiripoca está piando" e a "chapa está esquentando", pelas bandas do PDT de Itabuna. E não falta quem não queira ver a "cobra fumando" entre os maiores "peixes" do pedetismo itabunense. A rede de intrigas envolve cobras e lagartas. O presidente da legenda, Antonio Mangabeira, está numa pedenga de gato e rato, com o vereador Enderson Guinho e ambos parecem tão descompassados quanto patos dormindo em lago de jacarés. Bem, deixemos de lado os "entretantos" para partir aos "finalmentes". Dar opinião está muito complicado hoje em dia. Se alguém discorda, não argumenta. Xinga, ameaça, quer até esbofetear quem pensa diferente. Na política, então, a coisa piorou demais. Tem gente raivosa como nunca. Por isso, aconselho a pedetistas que estão entre "fernandistas" ou a "fernandistas" que estão entre petistas: “Em festa de jacu, nhambu não pia” e ressalto que: "Com quem porcos se mistura, farelos come"! Há muitas situações do nosso dia a dia em que um ditado popular se encaixa direitinho, para o bem ou para o mal. Os animais aparecem em muitos desses ditados. Talvez milhares. Selecionei alguns deles, para citar a muvuca que, supostamente, está acontecendo no PDT de Itabuna, que entre sapos e insetos, não falta quem esteja engolindo engolindo elefante. Para o vereador Guinho, que é acusado por correligionários pedetistas de está "fernandalizando", há os tradicionais: “Caititu fora da manada cai no papo da onça” e "Bezerro que abandona o bando cai no papo da onça". E para o PDT, que tem histórico de vereadores mequetrefes, há de se ressaltar: “Gato escaldado tem medo de água fria” e "Peixe é peixe, boi é boi, peixe-boi é outra coisa.". O fato é que na opinião de alguns militantes do PDT, o partido “Deu com os burros n’água”, quando elegeu Guinho, que “Está com o burro na sombra” e “mais perdido do que cachorro que caiu de caminhão de mudança”. Com olhos de águia, Marcos Wense age como a andorinha, que tenta apagar o fogo na floresta, esguichando pingo de água sobre o sinistro. E a alcateia está sedenta à espreita, esperando a manga amadurecer, sedenta por um baGuinho que caia e faça a alegria dos lobos e dos bobos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.