22 de julho de 2017

APLAUDAMOS O MINISTÉRIO PÚBLICO, POLÍCIA FEDERAL E EM ESPECIAL, AO HEROICO JUIZ SÉRGIO MORO

O Juiz Sérgio Moro temdignificado a Justila no Brasil
Assistindo, em 11 de julho, a mais um Jornal Nacional da Rede Globo, assustei-me! Mais um choque: a cada notícia, mais decepção! Quando achamos que já vimos tudo, surgem novas aberrações e os absurdos conseguem se superar! Inacreditável! Senadoras da oposição ocuparam as cadeiras da mesa diretora do Senado, tentando impedir a votação da Reforma Trabalhista. A parlamentar Gleisi Hoffmann (PT/PR), presidente do PT, revezou com a Senadora petista Fátima Bezerra (PT/RN) a cadeira do Senador Eunício Oliveira (PMDB/CE). O presidente suspendeu a sessão em pé, já que sua cadeira estava ocupada. As luzes foram apagadas e o som cortado. Cenário deprimente, violento, imoral e antiético. Durante o tumulto, profissionais da imprensa foram proibidos de entrar no plenário. Como podemos respeitar representantes “deste quilate”, inclusive presidente de um partido que acha que “pode tudo”, usando métodos escabrosos e desonestos? Depois de muitas horas a sessão foi reaberta. Felizmente, o bom senso de muitos aprovou a reforma. No dia seguinte, tivemos outro fato inédito: pela primeira vez na história do Brasil, um ex-presidente é condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Apesar da vulnerabilidade dos nossos poderes constituídos, de todos os escândalos já expostos (e inúmeros ainda estão velados), a verdade começa a florescer. O “abscesso” político começa a ser drenado. A massa putrefata precisa dar lugar a uma cicatrização ética e moral. Após este “tsunami”, o Brasil jamais será o mesmo. A impunidade começa a recuar. Um sopro de fé e esperança parece acontecer. Será? Caso nossos gestores não se reformulem pela consciência, pela educação ou por princípios éticos, o receio de investigações e de punição deverão frear a hipocrisia, o cinismo, e a corrupção. Precisamos acreditar na justiça, na moral e na ética. Não podemos ser o País da impunidade! A esperança alimenta nossa alma e dá força para acreditar que podemos renascer. Um brinde ao Ministério Público, à Polícia Federal e em especial, ao heroico Juiz Sérgio Moro, que têm sido um raio de luz na escuridão de nosso contexto político, tão escabroso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.