13 de junho de 2017

MIRIAM LEITÃO É AGREDIDA POR PETISTAS EM AVIÃO

Jornalista Miriam Leitão relatou ataques de petistas em avião
A jornalista Miriam Leitão publicou nesta terça-feira/13 um relato na sua coluna do “O Globo”, apontando que sofreu ataques de ódio durante um voo de Brasília para o Rio de Janeiro, no dia 3 de junho. “Sofri um ataque de violência verbal por parte de delegados do PT dentro de um voo. Foram duas horas de gritos, xingamentos, palavras de ordem contra mim e contra a TV Globo”, escreveu a profissional, que tinha ido à capital do país para gravar um programa da Globo News. A colunista destacou que não eram jovens militantes no mesmo avião dela, mas “homens e mulheres representantes partidários” que proferiam insultos e acusações. Segundo eles, a jornalista teria defendido posições das quais ela negou defender. “Eles entraram (no avião) e começaram as hostilidades antes mesmo de sentarem”, contou. A jornalista disse que foi chamada de “terrorista” por delegados do PT, mas preferiu não filmar o ocorrido para não soar como provocação. “Houve um gesto de tão baixo nível que prefiro nem relatar aqui. Calculavam que eu perderia o autocontrole. Não filmei porque isso seria visto como provocação. Permaneci em silêncio”, explicou. Miriam finalizou seu texto dizendo que o ex-presidente Luiz Inácio Lula Da Silva tem mencionado seu nome em discursos públicos. “Citou, mais de uma vez, meu nome em comícios ou reuniões partidárias. Como fez nesse último fim de semana. É um erro. Não devo ser alvo do partido, nem do seu líder. Sou apenas uma jornalista e continuarei fazendo meu trabalho”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.