7 de junho de 2017

JUIZ VÊ ‘RELAÇÃO ÍNTIMA E DELITUOSA’ ENTRE HENRIQUE ALVES E CUNHA

Henrique demonstra descontentamento com Michel Temer
Os ex-presidentes da Câmara Eduardo Cunha (PMDB/RJ) e Henrique Eduardo Alves (PMDB/RN) tinham uma relação ‘íntima e delituosa’, afirma o juiz da 10.ª Vara Federal, Vallisney de Oliveira, em decisão que mandou prender preventivamente os peemedebistas, no âmbito da Operação Manus, desdobramento da Lava Jato, nesta terça-feira, 6. A Procuradoria da República no Rio Grande do Norte também integra a Operação Manus e investiga fraudes de R$ 77 milhões na construção da Arena das Dunas para a Copa 14 – aqui, também, Henrique Alves, ex-ministro do Turismo nos governos Dilma e Temer. A ação, executada em parceria entre a Polícia Federal e a Procuradoria da República no Distrito Federal, apura irregularidades que teriam sido cometidas pelo grupo liderado pelo ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha nas vice-presidências de Fundos e Loterias e Pessoas Jurídicas da Caixa Econômica Federal (CEF). A Procuradoria da República no Rio Grande do Norte também integra a Operação Manus e investiga fraudes de R$ 77 milhões na construção da Arena das Dunas para a Copa 14 – aqui, também, Henrique Alves está sob suspeita de receber propinas das empreiteiras OAS e Odebrecht na campanha eleitoral daquele ano, quando concorreu ao governo do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.