8 de maio de 2017

ATIVIDADE E LONGEVIDADE GUARDAM INTIMIDADES DE CAUSA E EFEITO



Pratica de esporte é aliada do idoso por uma vida mais saudável
A vida vai se revelando com o tempo; vai nos mostrando os fatos e se fortalecendo com os acontecimentos ocorridos em nossa caminhada terrena. Envelhecer não é morrer aos poucos como muita gente pensa. É viver cada dia mais. Antes de tudo temos de aprender, em termos de comportamento, como as emoções negativas não são prejudiciais e como as emoções positivas nos são benéficas. Os médicos e medicamentos estão nas clínicas e laboratórios para ajudar os setentões, oitentões... a se manterem firmes e apaixonados pela vida. Antigamente, os velhos eram pouco numerosos pois nada favorecia alongar a vida. As pesquisas estão mostrando que aumentou em muito a longevidade do idoso brasileiro em todas as classes sociais.  O idoso brasileiro está sabendo aproveitar melhor o seu tempo no entardecer da vida. A marcha do tempo é inexorável. Ninguém pode pará-la, como ninguém pode fazer com que ela retroceda. Aprenda a envelhecer e também aprenda a viver. A atividade física (trabalho leve que lhe satisfaça) caminhadas diárias de 30 minutos e a atividade mental, (boa leitura, encontro com os velhos amigos e boa música) equivalem-se em seus efeitos benéficos. Se deixarmos inertes nossas forças físicas e mentais, elas degeneram. Ficamos felizes todos os dias quando sentimos que as portas continuam se abrindo apesar da idade. Com a ajuda de Deus e da família, os idosos sentem-se mais felizes como eu e muitos outros. Horrível para o idoso é a solidão.   Charles Chaplin, o notável artista de fama mundial, ao completar 80 anos, criou a grandiosa música “Sorria”, ouvida hoje pelo mundo todo. E perguntaram a ele: “Você sente-se velho”? E ele respondeu: “Velho é quem tem 10 anos mais do que eu”. Vou terminar este artigo fazendo minha homenagem à vida, nosso bem mais precioso, dizendo como na música: “Viver é não ter vergonha de ser feliz. É cantar, cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.