11 de maio de 2017

ADRIANA ANCELMO MOVIMENTA R$ 1,2 MI DE CONTA BANCÁRIA BLOQUEADA E PODE VOLTAR À PRISÃO


Corrupção banaliza o bom senso e ridiculariza a Justiça
A ex-primeira-dama do Rio de Janeiro, Adriana Ancelmo, pode ser mandada de volta à cadeia por ter movimentado sua conta bancária no Itaú, que está bloqueada, quando estava preso. Adriana afirmou na quarta (10), em depoimento, que teve R$ 1,2 milhão creditado na sua conta. O valor seira oriundo de um investimento em previdência privada em benefício de um de seus filhos. O dinheiro teria sido utilizado para pagamentos de honorários advocatícios e dívidas com funcionários. Os pagamentos teriam sido realizados pela secretária de Adriana. A ida para prisão domiciliar foi determinada em março. “Causa estranheza. Os investimentos deveriam estar bloqueados, para o ressarcimento dos cofres públicos (do dinheiro de corrupção desviado). Ela podia dispor só da participação dos lucros do escritório de advocacia (do qual é sócia). O Ministério Público vai solicitar e o Itaú vai ter que esclarecer”, disse, após o depoimento, o procurador Rodrigo Timoteo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.