3 de maio de 2017

A POLÍTICA MOSTRA QUE ESQUERDA NÃO É DIREITA

A maioria absoluta dos políticos está unida para se locupletar
do poder e fazer o povo comer o pão que o satanás amassou
Não é segredo para ninguém, que os políticos não conhecem nem o ódio, nem o amor. São conduzidos pelo interesse e não pelo sentimento. São conduzidos principalmente pela perspectiva de ganhar votos na próxima eleição e acumular patrimônio. Isto se constata nas dificuldades previstas para o governo aprovar a reforma da Previdência. Distantes da crudelíssima realidade dos eleitores que os elegeram, em seu calvário diário à procura de postos de saúde, de exames médicos, de hospitalizações, a cada dia mais inacessíveis pelo SUS. Como também alheios à criminalidade em sua escalada nos grandes centros e no interior do país, enquanto a polícia demonstra sua incapacidade de as conter minimamente. Na educação, as faculdades públicas vêm reduzidos os seus orçamentos, precarizam ainda mais as suas combalidas atividades, onde os formandos saem a cada ano menos preparados para o exigente mercado. Esse modus operandi contamina até o Supremo, ainda depositário de esperanças nacionais (mais pela atuação no Mensalão e menos por suas enigmáticas posturas políticas atuais), onde constata-se a intenção de alguns ministros de soltar Zé Dirceu, utilizando o argumento de estar condenado somente em 1ª instância e em prisão preventiva, como assim estão milhares de brasileiros, que permanecem presos e que, se somados todos os seus crimes, não ultrapassam a dilapidação que o Zé, sozinho, causou aos cofres públicos nacionais. O Congresso continua o mesmo, a opinião pública, cuja participação tem sido fundamental e decisiva nesse processo de equilíbrio mínimo entre os interesses dos políticos e o da sociedade, precisa permanecer atenta, vigilante e, sobretudo, participante, para que não seja enganada novamente. Como se constata nessas greves, protestos, invasões de escolas e universidades e outras manifestações esquerdistas em que a lideranças são dos mesmos que destruíram a economia brasileira, deixando 14 milhões de desempregados. Essa é a turma do quanto pior, melhor. Irresponsáveis e inconsequentes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.