18 de abril de 2017

RUI COSTA E FERNANDO GOMES DESDENHAM DO DIREITO À SEGURANÇA DO POVO DE ITABUNA

Tanto Cuma, quanto Rui, deram as costas para a segurança
Em que pesem a total falta de propostas, incompetência e despreparo do governo estadual para pôr em prática ações e planos necessários para conter o avanço da criminalidade em Itabuna, não se pode esquecer também que o governo municipal tem enorme responsabilidade pela onda de insegurança que continua imperando em todos da cidade. Basta ver que Postos Policiais estão extintos e muitas são as ruas esburacadas e escuras, que resultam em facilitadoras, para assaltos, roubos e homicídios. Estes fatos se agravam diante de deputados federais e senadores (com raríssimas exceções), que não fazem nenhum esforço para mudar o arcaico Código Penal vigente no país. Além de ser datada da década de 40 do século passado, a legislação é cheia de brechas e regalias que acabam funcionando como um incentivo para que mais pessoas de má índole se associem ao mundo do crime. É preciso que a sociedade pressione o Congresso Nacional para que ocorra o quanto antes o endurecimento das leis. Ao mesmo tempo, é indispensável que os cidadãos de bem exijam também dos governos do Estado e do Município, a implementação de políticas públicas (inclusive prometidas há alguns meses pelo governador Rui Costa) que realmente solucionem essa violência desenfreada e generalizada que Itabuna está vivenciando, com a criminalidade amedrontando cada dia mais a sociedade. Da forma que está não pode permanecer. Tem que haver um basta!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.