12 de abril de 2017

ITABUNENSES PODEM ACABAR COM UMA GUERRA MUNDIAL

Os comunistas de Itabuna, são a arma mais poderosa para
que o tirânico líder da Coreia do Norte não detone bombas
atômicas e assim provoque a terceira Guerra Mundial
A quinta frota americana na costa da Coreia do Norte é uma monstruosa e poderoso arsenal de guerra. Porta aviões com capacidade para até 60 aeronaves, cada uma destas aeronaves com autonomia e capacidade de destruição impressionante, fora os drones e os Stealt. Cruzadores com capacidade de transporte de até 5.000 soldados cada, Destróieres equipados com mísseis de alta precisão e longa distância capazes de atingir alvos em qualquer parte da Coreia com precisão cirúrgica, e poder de destruição até com ogivas nucleares. Também mísseis interceptadores de mísseis, guiados por satélites, capazes de interceptar mísseis Norte Coreano ainda sobre o espaço aéreo da Coréia... Submarinos atômicos de suporte e proteção à quinta frota, e ainda com capacidade ofensiva muito além do fundo do mar. Sabe-se também que possuem armas e tecnologias altamente secretas, para surpreender inimigos. A Rússia e o Irã, já advertiram que outro ataque americano a seus aliados, implicará em declaração de guerra aos estados Unidos e seus potenciais aliados. Tem alguma dúvida, de que a terceira guerra mundial pode começar a qualquer momento? Confia no "bom senso" de líderes como Trump, Putin, o maluco ditador da Coréia do Norte, ou os fanáticos líderes Iranianos? Mas, paradoxalmente, Itabuna pode ser fator preponderante, para fazer o mundo se livrar das ameaças da Correia do Norte. Basta o Brasil ter um golpe militar e deportar os comunistas itabunenses, para morarem na capital norte-coreana. Pronto, essa é a tática de destruição do Estado de Kim Jong-un e consequentemente o destituir do poder. Isto porque nada é mais destruidor de governo e governantes, que os comunistas de Itabuna. O governo de Vane foi uma comprovação inconteste do quanto os comunistas são desagregadores e destruidores de administrações públicas. Uma vez infiltrados no governo de Kim Jong-un, os comunistas começarão a criar discórdias, sabotar a máquina administrativa, empregar parasitas e acéfalos em setores técnicos, desperdiçar, ou fazer mal uso do erário, gerar clima de terror nos servidores públicos e deixar o líder maior do governo, como um bobo da corte, um bocó, um Zé Mané, trouxa, marionete, mequetrefe e trigésima primeira pessoa, depois do substituto do suplente do vereador menos votado na cidade. Pronto, assim Kim Jong-um acabará sendo um Vane qualquer e não terá força nem para acender uma bombinha de festa de São João e assim o mundo se livra das bravatas e ameaças de um comunistazinho de estrume e todos ficam felizes para sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.