25 de abril de 2017

ITABUNA EXPORTA MORTE

PM assassinado em Ilhéus, por ordem do presídio de Itabuna
Com a prisão no dia de ontem, segunda-feira/24, de três suspeitos de participação na morte do soldado da PM, Tyrone Tomas de Aquino, no domingo/23, no município de Ilhéus, o crime em Itabuna atinge a dramática posição de exportadora da morte. A ordem para matar o PM foi dada do presídio de Itabuna. Esta revelação surgiu do depoimento de Danilo José Silva Santos, que foi preso em um ônibus, enquanto tentava fugir para Salvador. Aos policiais, ele apontou Fabrício Santana Caetano como autor dos disparos e afirmou que a morte do policial foi encomendada por Adailton Soares dos Santos, detento do Conjunto Penal de Itabuna, pelo valor de R$ 2 mil e um quilo de maconha. Centenas são os homicídios com comprovações de que originaram de dentro do presídio de Itabuna. Líderes das facções criminosas, organizadas nas dependências desse sistema carcerário, determinavam de suas celas, que comparsas executassem desafetos na cidade. Mas a abrangência dessas execuções ultrapassaram os limites do território itabunense e fez o PM Tyrone ser vítima fatal dessa expansão do crime na maior cidade do sul da Bahia. Este fato requer que o Estado comece a agir para impedir, que Itabuna permaneça como um cidade onde o crime organizado avance e alcance pessoas de bem e da vida, com suas mortes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.