23 de abril de 2017

EX-MINISTRO DO EQUADOR É PRESO POR SUBORNO PAGO PELA ODEBRECHT


Odebrecht é causa de prisões de ex-ministros aqui e acolá
O ex-ministro da Energia do Equador, Alecksey Mosquera, e um empresário foram presos como resultado de uma ação que investiga o pagamento de subornos pela Odebrecht no valor de US$ 33,5 milhões. De acordo com a agência de notícias AFP, o montante foi distribuído a funcionários do governo do país sul-americano. Esta é a primeira prisão que acontece no Equador como consequência do inquérito que apura casos de corrupção envolvendo a empreiteira brasileira. Alecksey Mosquera foi ministro da Energia entre 2007 e 2009 no governo do presidente Rafael Correa. O Departamento de Justiça dos Estados Unidos aponta que US$ 33,5 milhões foram repassados a funcionários do Equador entre 2007 e 2016. Correa expulsou a Odebrecht do país em 2008 por irregularidades na construção de uma usina hidrelétrica. A construtora retornou ao Equador dois anos depois.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.