19 de março de 2017

QUEM FOI REI, NUNCA PERDE a MAJESTADE

Lula e Maluf são símbolos de impunidade e corrupção no Brasil
Durante muitos anos, talvez décadas, Paulo Maluf (PP-SP) foi o símbolo maior da corrupção política nacional. Do Oiapoque ao Chuí, era assunto de deboche, apelidado de intocável Rei dos Ladrões. Mas Lula da Silva (PT-SP) usurpou a coroa. Aos 85 anos, o veterano libanês está na lista da Interpol. Prefeito de São Paulo entre 1993 e 1996, foi denunciado por ter lavado nos EUA US$ 12 milhões. Riquíssimo, ele continua com seu cargo de deputado federal e o mesmo humor cínico. Ontem, Maluf postou numa rede social: “Não só não estou na Lava Jato e na lista do Janot, como não estou no mensalão”. Gozou dos colegas larápios, gozou do Brasil. Por um triz não escreveu: “amadores”. Por Antonio Nahud.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.