6 de fevereiro de 2017

HÁ EM CADA SER HUMANO A OPORTUNIDADE DE SERVIR À HUMANIDADE

Não existem órfãos Espirituais! Todos são filhos de Deus!
Hoje quero me deter numa das grandes realizações da vida, válida para todos nós, independente de status, poder, estudo, riquezas, sinalizada por Jesus, que ao falar a respeito do Julgamento Divino, estabelece um juízo de valores e grandezas a partir do amor devotado a Deus. Diz ele: “Tive sede, e me destes de beber”. Para Deus as grandes realizações da vida são medidas a partir das pequenas coisas e de gestos simples do cotidiano, realizados com a bondade que procede do coração de Deus. A gentileza e a delicadeza no trato cotidiano com as pessoas, são a expressão maior do amor devido a Deus. Isto por causa do grande valor conferido por Deus a cada pessoa, que vale mais do que os passarinhos pelos quais Deus manifesta grande preocupação e cuidado. “...Tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me hospedastes; estava nu, e me vestistes; enfermo, e me visitastes; preso, e fostes ver-me.” (Mateus 25.35-40). Do ponto de vista de Deus, as grandes realizações da vida estão despidas de vaidade, de competição, de concorrência, do sentimento de “se dar bem”, enfim: despidas do egocentrismo e revestidas de Cristo e de sua bondade, compaixão solidariedade e misericórdia. As grandes realizações são focadas na necessidade do próximo, no resgate e construção de sua dignidade, de sua vida. E, deste ponto de vista, podemos mencionar duas grandes realizações. A primeira tem a ver com a infância: “Ensina a criança no caminho do bem e isso a moldará até a sua velhice”. A segunda, tão nobre quanto a primeira, é o empenho em tirar alguém do mau caminho ou, do descaminho, orientando-o e reconduzindo-o ao caminho do bem, da dignidade, da justiça, do amor. Pode existir algo maior, mais belo, mais digno e recompensador?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.