27 de janeiro de 2017

AS DUAS MANCADAS DE CUMA EM SEU PRIMEIRO MÊS DE GOVERNO

Fernando Gomes com mancadas iniciais à frente da prefeitura 
Julgo pertinente salientar, no início deste artigo, que "Cuma", é o apelido carinhoso (e não pejorativo), com que o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (DEM), é conhecido pelos itabunenses. Também considero importante destacar, que falhas e negligências são factíveis num começo de governo. Entretanto, existem erros, que são descabidos, para quem tem vasta experiência em administração e vicissitudes. E quem haveria de duvidar da capacidade de Fernando Gomes desemaranhar revés? Mas não há quem possa acertar sempre. Os dissabores são inevitáveis, até para os grandes campeões. Isto posto, quero aqui elencar dois momentos de mancadas (equívocos, gafes, enganos e lapsos) de Cuma. O primeiro erro veio em dose dupla. Refere-se a nomeação do filho Sérgio Gomes, para o comando da Secretaria de Trânsito e sua subsequente e breve exoneração. As regras do nepotismo não são tão incômodas, quanto a desnecessidade de expor Sérgio a um cargo menor que sua capacidade de legislar. E como segundo erro, identifico a recém exoneração de José Leopoldo dos Anjos, da presidência da Fundação de Atenção à Saúde de Itabuna (Fasi). Leopoldo ficou desempregado porque se recusou a demitir 200 funcionários do Hospital de Base. Portanto, os contra-tempos de Fernando Gomes, acontecem em tempo de recomeçar e aplicar seu aprendizado de quatro mandatos, com firmeza de propósito, coragem, sabedoria e vitórias,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.