27 de março de 2016

O PT PRECISA COMPRAR PARTIDOS EM ITABUNA

Geraldo compra partidos políticos, como se eles
fossem cavalos não selados, mancos, loucos e cegos
Não há no PT de Itabuna, mais que dez pré-candidatos para o cargo de vereador e este fato compromete sua representação na próxima legislatura. Os petistas precisam cooptar outras legendas, que possuam candidaturas proporcionais e assim ajudarem a reeleger Júnior Brandão, ou Paulinho do INPS, ou ambos. Até agora o PT não tem conseguido atingir este objetivo, pois os partidos já adquiridos, estão sem ninguém para se prestar à função de "boi de piranha" dos petistas. PSL e Pros foram tomados de sua direções anteriores, mas foram esvaziados completamente. Todos dirigentes e candidatos, que estavam filiados no PSL e Pros, acabaram migrando para o PHS e o Solidariedade. Ninguém quis acompanhar o "barco furado" do PT. A situação só não é desesperadora para os atuais petistas na Câmara, porque ainda resta o PSB como "tábua de salvação" para eles. Dirigentes estaduais peessedebistas, são lacaios do petismo baiano e isto torna a candidatura do prefeiturável, Carlos Lee, vulnerável e sua chapa proporcional à mercê dos interesses do PT de Itabuna. As apostam apontam a perspectiva de votação do prefeiturável, Geraldo Simões, em quantidade inferior aos pouco mais de 16 mil votos obtidos por sua esposa, Juçara Feitosa, nas eleições municipais de 2012 e caso não esteja havendo equivoco nestas previsões e ela resultem em fato, a realidade é que Geraldo em nada poderá contribuir, para evitar que o PT nem vereador eleja nas próximas eleições e isto significará o fim do geraldismo e petismo em Itabuna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.