17 de março de 2016

MINISTRO DO STF DIZ QUE OFENSA DE LULA É TÍPICA DE MENTES INDIGNAS

Ministro de Justiça, não deve se intimidar por corruptos
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, disse nesta quinta-feira (17) que as ofensas do ex-presidente Lula ao tribunal representam uma reação "torpe e indigna", que é típica de "mentes autocráticas e arrogantes" que temem a prevalência da lei. Segundo o ministro, "condutas criminosas perpetradas à sombra do poder jamais serão toleradas", segundo informou a Folha de S. Paulo. O discurso ocorreu logo na abertura da sessão e foi acertado como uma resposta institucional às gravações que mostram Lula afirmando a presidente Dilma que o STF é um tribunal acovardado. A resposta do Supremo começou a ser traçada na noite desta quarta (16), logo após a divulgação do diálogo entre Lula e Dilma pela operação Lava Jato, quando ministros acertaram que Celso de Mello faria uma fala dura. Os ministros têm demonstrado desconforto com as repetidas citações nas investigações da Lava Jato de que haveria interferência do governo, especialmente de Dilma, em favor de presos da Lava Jato em tribunais superiores. "Esse insulto ao Judiciário, além de absolutamente inaceitável e passível da mais veemente repulsa por parte desta Corte Suprema, traduz, no presente contexto da profunda crise moral que envolve os altos escalões da República", disse Celso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.