28 de março de 2016

A SITUAÇÃO E FORÇA DE CADA UM DOS 14 CANDIDATOS A PREFEITO DE ITABUNA

14 prefeituráveis disputarão a sucessão de Vane do Renascer
A corrida eleitoral já superou um primeiro obstáculo, que foi o entra e sai de políticos das legendas, garantido por lei, em especial para o processo sucessório deste ano. Agora, é hora de contabilizar quadros e, principalmente, traçar perspectivas de alianças. Quem está na disputa majoritária, por ora, é o deputado estadual Augusto Castro (PSDB), o deputado federal biônico, Davidson Magalhães (PC do B), os ex-prefeitos Fernando Gomes (DEM) e Capitão Azevedo (PTB), o médico Antonio Mangabeira (PDT), a empresária Leninha da Auto-Escola (PPS), o ex-presidente da Ficc, Roberto José (PSD), o engenheiro Fernando Vita (PMDB), o ex-deputado federal Geraldo Simões (PT), o empresário Carlos Lee (PSB) e os candidatos de partidos nanicos, Pedro Eliodoro (PCB), Zem Costa (PSOL), Otoniel Azevedo (PPL) e Zé Roberto (PSTU). Pelo menos é esse o cenário, de momento, mas que pode se alterar com o passar dos dias. O fato é que com a definição dos nomes, o trabalho de base começa agora, para consolidá-los. E dentre os prefeituráveis considerados como competitivos, apenas Augusto Castro está com candidatura dependendo somente de si mesmo. Os demais esperam consolidações de alianças, ou torcem e atuam para evitar intervenções, desistências e composições. PC do B, PSB e PSD estão à mercê do PT, que depende do desempenho de Geraldo, que pode ter que se render a Davidson, ou Roberto José, caso sua rejeição permaneça acima dos 50%. DEM, PDT e PTB, estão dependente de queda vertiginosa de Augusto Castro, que aguarda o apoio de ACM Neto, mas não tão necessariamente quanto Fernando e Azevedo. O PMDB dificilmente sustentará uma candidatura própria e tem tendência de compor com o tucano. As candidaturas proporcionais podem alavancar campanhas mais amplas e empolgantes e neste quesito, também há obstáculos enomres para alguns candidatos. Aí também ele leva vantagem dos demais, pois possui mais de 120 candidatos a vereador, distribuídos em oito partidos que já o apoiam neste início de campanha; com menos de 30 e mais de 20 candidaturas proporcionais, estão Carlos Lee, Antonio Mangabeira, Roberto José, Davidson Magalhães e Fernando Vita. Com menos de 20 candidatos e mais de 10, estão Fernando Gomes e Capitão Azevedo. Com menos de 10, está Geraldo Simões. Embora haja expectativas para "muitas águas, que ainda passarão por debaixo da ponte", há que se considerar que o Rio Cachoeira fede e que o voo do tucano acontece em céu de brigadeiro. E os demais que briguem para abatê-lo e evitar que caiam no esgoto sob a ponte do Marabá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.