23 de fevereiro de 2016

PRESIDENTE DA OAB DIZ QUE DELCÍDIO DEVERIA SER IMPEDIDO DE RETOMAR MANDATO

Num país sério, senador preso por corrupção não voltaria ao Senado
O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, acredita que o senador Delcídio do Amaral (PT) não deveria retomar o mandato após ser libertado na última sexta-feira (19). O petista passou 87 dias preso em Brasília, acusado de tentar atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato. Aliados afirmam que a intenção de Delcídio é retomar as atividades parlamentares nesta terça-feira (23), mas Lamachia acredita que ele “não tem condições morais” para reassumir sua vaga no Congresso. "As gravações tornadas públicas que mostram o teor da atuação do senador Delcídio do Amaral em favor de um dos envolvidos no esquema de corrupção da Petrobras são motivo para que ele não reassuma seu mandato", afirmou o presidente da OAB. "O senador Delcidio deve ter acesso à ampla defesa e ao devido processo legal nas ações que pesam contra ele, mas não tem, neste momento, condições morais de ocupar uma vaga no Senado da República. Afastá-lo do poder que o mandato lhe confere também protege o bom andamento das investigações", completou. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.