26 de junho de 2017

NÃO HÁ NADA MAIS A TEMER, QUE UMA JUSTIÇA INJUSTA

O médico tarado foi condenado por 39 estupros
Nos últimos dois dias, a notícia que mais chamou atenção foi soltura do ex-médico Roger Abdelmassih, que foi autorizado a cumprir o restante da sua pena de 181 anos em casa. Esse senhor foi condenado pelo estupro de 37 pacientes de sua clínica de reprodução assistida. Agora, depois não cumprir nem três anos dessa pena, recebeu o benefício de cumprir pena domiciliar sob a alegação de estar passando por problemas de saúde. Abdelmassih é perigoso. Costumava ameaçar suas vítimas enquanto estava foragido. Outros tantos não tão perigosos assim, estão mofando nas cadeias brasileiras sem direito de progressão de pena, embora já tenha obtido os requisitos necessários. Boa parte desses vivem problemas de saúde tão mais graves que os de Abdelmassih. Para esses, no entanto, a Justiça continua sega, surda e muda. Alguns até morrerão nos presídios vítimas da tuberculose, da sífilis, a aids e de outras tantas mazelas que se adquiri dentro e fora das grades. Roger, o criminoso enfermo, vai desfrutar da liberdade em uma mansão em São Paulo. Já os cidadãos da faixa dos três pês, amargurará os rigores da lei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.